Ria que é de graça, ainda

Assim que os pais da moça foram dormir, o jovem casal de namorados começa a transar em pleno sofá da sala. Algum tempo depois, o velho, estranhando o silêncio, vai dar uma espiada. Ao ouvir os chinelos do velho se arrastando no corredor eles se recompõe depressa. – O que está havendo? – pergunta o velho. – Nada, não, seu João! Só estou mostrando minha afeição para sua filha! – Tô vendo! Mas você não acha que a sua afeição é grande demais pra querer enfiá-la no rabo da garota?

Ria que é de graça. ainda II

Dois homens condenados à cadeira elétrica no mesmo dia foram levados à sala de execução. O padre lhes deu a extrema unção, o carcereiro fez o discurso formal e uma prece final foi rezada pelos presentes. O carrasco, voltando-se para o primeiro homem, perguntou: – Você tem um último pedido? – Sim, eu tenho. Como eu adoro pagode, gostaria de ouvir Os Travessos, SPC , Belo, é o Tchan e Molejo pela última vez! – Concedido – disse o carrasco, que virou-se para o segundo condenado e perguntou: – E quanto a você, qual é o seu último pedido? – Por favor, posso morrer primeiro?