no fundo do poço

Já estamos em crise. As vendas de biscoitos caíram 30%, as vendas de papelão corrugado para embalagem tiveram um decréscimo de quase 4% no mês de agosto. As vendas de cervejas e aperitivos foram cortados na metade.

A imagem a figura, daquela pessoa que deveria ser respeitada por todos, a da Presidência da República, está na maior baixa histórica do cargo.

A Presidente perdeu todas as referências que tinha junto a população.

As contas públicas estão arrebentadas.

O governo quer ressuscitar a CPMF, aquele maldito imposto que morde todas as contas bancárias, aumentar o IOF, aumentar o IPI de produtos eletrônicos e outros impostos.

Mas cortar os milhares de empregos dos seus puxa-sacos, nem falar.

Cobrar impostos dos bancos, que a cada trimestre mostram lucros absurdos tirados com o sangue e o suor de cada um de nós, nem falaram. Foram poupados. Uma vergonha.

Agora querem cortar ministérios, alguns mais inúteis que a marinha paraguaia ou a justiça brasileira, que diga-se de passagem, precisa de uma reforma nas leis urgente.

A Secretaria Especial da Microempresa, mas com status de Ministério e que tem mostrado excelentes serviços junto a classe, também deverá ser fechado. Confesso que fico com pena do Afif Domingos. Lutou tanto para morrer na praia.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s