Em memória dos seis milhões de judeus

unnamed

Nós, tocados pela sorte, tentamos narrar com maior ou menor
sabedoria não só nosso destino, mas também aqueles dos outros, dos
que submergiram: mas tem sido um discurso “em nome de terceiros”,
a narração das coisas vistas de perto, não experimentadas
pessoalmente. A demolição levada a cabo, a obra consumada,
ninguém a narrou, assim como ninguém jamais voltou para contar a
sua morte. Os que submergiram, ainda que tivessem papel e tinta, não
teriam testemunhado, por que sua morte começara antes da morte
corporal (…) Falemos nós em lugar deles, por delegação.
Primo Levi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s